sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Termoelétrica pode gerar até 1.100 empregos em Sapopema

Termoelétrica pode gerar até 1.100 empregos em Sapopema

Projetos defendidos pelo prefeito de Sapopema, Gimerson de Jesus Subtil (PT), pretendem fomentar a geração de emprego e renda no município, a partir de investimentos em turismo e a geração de energia.
Na área de turismo, o prefeito idealiza a construção de até 20 chalés em várias propriedades rurais, onde estão localizados os principais picos, montanhas, cachoeiras e demais belezas naturais.
Gimerson explica que Sapopema conta com grande potencial turístico, que jamais foi explorado de forma organizada.
Diante de tal deficiência, projeto conduzido pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo, o biólogo Miguel Golono, pretende atuar em parceria com as comunidades do Assentamento São Luís II, Mambucas, distrito do Lambari e Vida Nova, onde se encontram os principais atrativos do município, como o Salto das Orquídeas, Pico do Agudo e várias cachoeiras.
Já quase finalizado tal projeto, a meta seguinte é buscar recursos financeiros para sua concretização, por meio do Pronaf, Ministério do Turismo ou mesmo por meio de financiamento ou sistema de mutirão, comenta o prefeito Gimerson.
Geração de energia
A partir da implantação de usina termoelétrica, o município de Sapopema pretende gerar pelo menos 900 empregos durante a construção e outros 250 empregos por ocasião do início de operação daquela unidade. 
Segundo o prefeito Gimerson de Jesus Subtil, a Usina Termoelétrica do Norte Pioneiro teria capacidade de geração de 200 megawatts, capaz de abastecer uma cidade de 800 mil habitantes. O município conta com ampla oferta de carvão mineral no distrito de Vida Nova.
Na avaliação do prefeito, o município tem condições também de implantação de hidrelétrica no rio Tibagi, conforme estudo também já delineador.
Sobre a termoelétrica, ele avalia que a Copel já era para ter iniciado tal projeto há pelo menos dois anos. No entanto, o prefeito acrescenta que, com a realização de leilão de energia em julho ou agosto próximo, e vencendo a Copel, aquela companhia precisaria da geração de muita energia. Nesse sentido, a obra da termolétrica poderia começar já em 2016.
do Revelia

Nenhum comentário:

Postar um comentário